Jornal Folha Popular
Image default
Destaque da Semana Segurança

O massacre de Suzano tem precedente em Lauro de Freitas

O massacre ocorrido ontem em Suzano, onde dois ex-alunos entraram armados na escola e mataram seis estudantes, dois funcionários e em seguida cometeram suicídio, deixou os brasileiros em estado de paralisia, infelizmente tem precedentes em Lauro de Freitas.

Em 12 de abril de 2013, o adolescente Jacó Silva dos Santos, 17 anos, foi atingido por um tiro na cabeça, outros dois no abdômen e um quarto, no polegar direito no pátio da escola Estadual Américo Simas, no centro da cidade. Os tiros deferidos por um colega da própria escola, provocaram pânico entre os estudantes e funcionários. Durante a correria, o estudante que efetuou os disparos fugiu sem deixar pistas.

A ação aconteceu dez minutos antes do início das aulas, às 7h30. Conforme o relato de alunos da instituição, foram ouvidos seis disparos e a vítima chegou a correr, refugiando-se em uma sala.

Jacó foi socorrido inicialmente por uma ambulância para o posto médico Nelson Barros, em frente ao colégio, e transferido em seguida para o Hospital Roberto Santos, mas não resistiu aos ferimentos. O corpo do adolescente foi sepultado no dia 13, no Cemitério de Portão,

Segundo levantamento dos investigadores da 23ª Delegacia, vítima e autor eram vizinhos na Vila Praiana, em Lauro de Freitas. A motivação do crime, segundo a polícia, foi uma rixa entre os dois estudantes.

Os episódios tanto de Suzano, quanto de Lauro de Freitas despertam a atenção da sociedade para o debate acerca da violência que transpõe os muros da escola.

Por: Ricardo Andrade

Postagens Relacionadas

Eduardo Cunha pede imunidade a parentes para aceitar delação

Ricardo Andrade

Criança morre baleada no Rio de Janeiro e moradores bloqueiam o trânsito em protesto

Ricardo Andrade

Pantera negra e a questão da representatividade

Ricardo Andrade

Deixe Um Comentário

Este site usa cookies, para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia Mais...