Jornal Folha Popular
Image default
Política

A festa de emancipação e os bastidores de 2020

O desfile cívico, deste ano, na festa dos 57 anos de emancipação política de Lauro de Freitas, teve um tom morno. Sem feriado, sem atrações musicais (em razão do Decreto de Situação de Emergência) e sem ser ano de eleição a mobilização foi pequena, mas já aponta o que pode ocorrer em 2020. Enquanto a campanha autorizada não chega, nos bastidores as costuras, articulações e costuras políticas seguem a todo vapor.

O governo

Pode melhorar. Até mesmo pessoas que estão mais próximas do núcleo duro admitem que é necessário mais vigor, mais liga nas relações do governo com as comunidades. Especialistas apontam a falta de interatividade entra as secretarias, segundo ele as pastas tendem a desenvolver ações isoladas. ‘É como uma sinfonia desafinada… As secretarias não dialogam, as políticas só acontecem na marra, quando a prefeita toma a frente. Fora isso é tudo muito inerte”. Afirma.

O PT

Segue em processo de eleição interna para composição da nova direção municipal. Ao contrário do que aconteceu no PED passado, quando a prefeita teve força para emplacar uma única chapa, neste ano ao menos três grupos disputarão a hegemonia do partido na cidade. Jones Carvalho, candidato a deputado estadual, derrotado na eleição de 2018 é a aposta de Moema e da sua tendência Reencantar. André Primo é o candidato do grupo liderado por Lula Maciel e conta com o apoio das tendências EPS e CNB. Já os independentes, petistas não incorporados à nenhuma tendência interna do PT, a AVANTE e a corrente Dois de Julho, ousaram com a candidatura de  Sonia Lima, conhecida como Dona Sonia. O partido está insatisfeito com a política de alianças adotada pelo governo.   

O PDT

Um racha interno está dilacerando o partido. Ontem durante o desfile o partido foi o último a sair e em três blocos. Um liderado pelo presidente Fabricio Figueiredo, outro por Pré-candidatos descontentes e um terceiro comandado por Eduardo Pessoa. A insatisfação é por conta da falta de apoio e diálogo para com os pré-candidatos. Analistas estimam que diante de um pleito tão complicado que se aproxima em 2020, o partido tende a fracassar se encontrar logo uma definição para esse problema.

 Os cogitados para vice de Moema

Carlucho do PSB e César do PP gozam o privilégio de serem representantes do maior bairro da cidade. Itinga tem mais de 60% dos votos de Lauro de Freitas. César, contudo, vive um dramático impasse em seu partido. Ele quer marchar com Moema, mas enfrenta resistência advinda do mandato de Cacá Leão que almeja uma chapa formada por PP e PSD para disputar com a prefeita atual.

Felipe Manasses que que estava bastante acalorado e cheio de planos, já mostra sinais de desanimo diante da falta de respostas de Moema. Segundo nossas fontes, Felipe almeja um maior espaço no governo e apesar de ter obtido algumas garantias da prefeita, os acordos ainda não foram cumpridos. Ainda segundo nossas fontes, Moema teria negociado a secretaria de Assistência Social com Felipe, mas a pressão de Huldaci e do AVANTE travaram a indicação de Manasses. Atualmente o Jovem Manasses é assediado por Mirela, Teobaldo, Matheus e Gustavo. Manassés pode ser um pêndulo no processo de eleição do executivo em 2020. Avaliam analistas.

Chapão da Oposição

Especula-se que as forças de oposição farão um bloco para tomar o poder em Lauro de Freitas. Mirela (PSD), Teobaldo (sem partido) e Matheus Reis (Cidadania) deram uma pequena demonstração do que estão pretendendo ontem, durante as comemorações alusivas ao aniversário da cidade. Segundo informações, o vice governador João Leão, os senadores Otto Alencar e Diego Coronel e um conjunto de deputados estaduais e federais, costuram esse chapão de oposição para enfrentar Moema Gramacho em 2020.

Por: Ricardo Andrade

Postagens Relacionadas

Carta aberta à população do movimento social de mulheres de Lauro de Freitas

Ricardo Andrade

Vereador Cesar do PP diz não reconhecer candidatura de Mauro Cardim em Lauro de Freitas

Ricardo Andrade

Apoio de Edir Macedo a Bolsonaro elimina possibilidades do vereador Edilson Ferreira assumir presidência da Câmara em Lauro de Freitas

Ricardo Andrade

Deixe Um Comentário

Este site usa cookies, para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia Mais...